Fundação da Criança e do Adolescente esta Reabrindo Concurso com 204 Vagas Salários até R$ 4.080,15

Fundação da Criança e do Adolescente esta Reabrindo Concurso com 204 Vagas Salários até R$ 4.080,15

Edital conta com oportunidades para candidatos de ensino médio e superior

A Fundação da Criança e do Adolescente prorrogou até quarta-feira, 19 de setembro, as inscrições do edital de concurso público (Concurso Fundação Criança FCRIA AP 2018) para preenchimento de 204 vagas em diversos cargos, sendo 64 para preenchimento imediato e 140 em cadastro reserva, para contratação conforme necessidade. A Fundação Carlos Chagas (FCC) tem a responsabilidade do certame.

edital de Concurso FCRIA/AP 2018 oferece oportunidades para os cargos de Educador Social – Nível Médio (40 vagas), Monitor Socioeducativo – Nível Médio (120 vagas), Educador Social Nível Superior/Arte Educador (15 vagas), Educador Social Nível Superior/ Pedagogo (14 vagas) e Educador Social Nível Superior/ Psicólogo (15 vagas).

Os salários dos cargos de ensino médio chegam a R$ 2.856,04 (dois mil, oitocentos e cinquenta e seis reais e quatro centavos), acrescidos 25% de Gratificação de Socioeducativa e Proteção.

Já as remunerações dos cargos de ensino superior alcançam R$ 4.080,15 (quatro mil e oitenta reais e quinze centavos), também acrescidos 25% de Gratificação de Socioeducativa e Proteção.

Sobre os cargos do Concurso Fundação Criança FCRIA AP 2018

EDUCADOR SOCIAL NÍVEL MÉDIO

Estabelecer relacionamento interpessoal com o socioeducando, servidores e a comunidade geral; Resguardar o caráter confidencial das informações pertinentes ao atendimento ao socioeducando; coordenar e executar sob orientação da equipe técnica e coordenação as atividades ocupacionais, pedagógicas, lazer, cultura, esporte, objetivando a socialização dos adolescentes de acordo com o planejamento participativo da unidade; supervisionar e orientar os monitores no controle da entrada e saída dos educandos na unidade, bem como a permanência dos mesmos na área interna da unidade; preencher o relatório diário de ocorrência; participar de reuniões com a equipe técnica, coordenação e educandos; participar do planejamento participativo da unidade; comunicar imediatamente a chefia da unidade toda e qualquer anormalidade observada na rotina da unidade; acompanhar e permanecer junto aos adolescentes nas atividades externas definidas pela equipe técnica e coordenação; ministrar aos adolescentes a Medicação nos horários pré-estabelecidos pelo médico; orientar os adolescentes na higiene pessoal, limpeza dos alojamentos e conservação das demais áreas da unidade; tomar conhecimento e dar cumprimento aos procedimentos repassados pela equipe técnica e coordenação; auxiliar a equipe técnica na execução do Programa Individualizado de Atendimento-PIA; entre outros.

MONITOR SOCIOEDUCATIVO

Estabelecer relacionamento interpessoal com o sócio educando, servidores e a comunidade em geral; Resguardar o caráter confidencial das informações pertinentes ao atendimento ao socioeducando; controlar a entrada e saída dos educandos na unidade, bem como a permanência dos mesmos na área interna da unidade; participar de reuniões com a equipe técnica, coordenação e educandos; participar do planejamento participativo da unidade; responsabilizar-se por todo o material repassado pela chefia da unidade, inclusive manuseio das chaves; comunicar imediatamente à chefia toda e qualquer anormalidade observada na rotina da unidade; acompanhar os policiais militares nas revistas efetuadas nos alojamentos, na saída e retorno dos adolescentes para atividades externas, bem como de visitantes; auxiliar os adolescentes na higiene pessoal, limpeza dos alojamentos e conservação das demais dependências da unidade; tomar conhecimento e dar cumprimento aos procedimentos repassados pela equipe técnica e coordenação; auxiliar a equipe técnica na execução do Programa Individualizado de Atendimento-PIA; atender às necessidades diárias do adolescente no que refere a servir água, alimentação, material de higiene; garantir a disciplina e segurança dos socioeducandos pautadas na Política de Promoção, Garantia e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da FCRIA.

EDUCADOR SOCIAL NÍVEL SUPERIOR/ARTE EDUCADOR

Promover, em conjunto com a equipe multidisciplinar e profissional, ações psico-sócio-pedagógicas e profissionalizantes pautadas na Política de Promoção, Garantia e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da FCRIA; Planejar, promover e garantir eventos e atividades culturais periódicos nas Unidades Operacionais.

EDUCADOR SOCIAL NÍVEL SUPERIOR/PEDAGOGO

Promover, em conjunto com a equipe multidisciplinar e profissional, ações psico-sócio-pedagógicas e profissionalizantes pautadas na Política de Promoção, Garantia e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da FCRIA; Planejar e promover ações técnicas, administrativas e pedagógicas no sentido de aperfeiçoar o processo ensino-aprendizagem dos socioeducandos.

EDUCADOR SOCIAL NÍVEL SUPERIOR/PSICÓLOGO

Promover, em conjunto com a equipe multidisciplinar e profissional, ações psico-sócio-pedagógicas e profissionalizantes pautadas na Política de Promoção, Garantia e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da FCRIA; Atender aos socioeducandos. e seus familiares no aspecto psicológico, através de acompanhamentos individuais, grupais, visitas domiciliares, parecer técnico, objetivando a superação de dificuldades pessoais e sociais, colaborando na criação de condições que visem eliminar a opressão e a marginalização, coibindo práticas regressivas que prejudiquem o desenvolvimento pessoal, emocional e social.

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 10 horas do dia 13 de agosto e 14 horas do dia 30 de Setembro de 2018, no endereço eletrônico oficial da organizadora (www.concursosfcc.com.br). A taxa de inscrição custará:

R$85,00 para nível médio;

R$100,00 para nível superior.

EDITAL DO CONCURSO.

 

Deixe um comentário