Receita Federal esta leiloando iPhone e MacBook a Preços Incriveis Neste Fim de Ano

Receita Federal esta leiloando iPhone e MacBook a Preços Incriveis Neste Fim de Ano

Leilão da Receita Federal tem iPhone 7, MacBook e caixa de som JBL, Leilão digital aceita lances até 12 de Dezembro e oferece 106 lotes de diversos tipos de produtos.

A Receita Federal abriu um novo leilão com produtos apreendidos no estado de Pernambuco. Os eletrônicos disponíveis incluem iPhone 6S Plus, iPhone 7, MacBooks, placas e acessórios de informática, além de câmeras e até caixas de som da JBL. Quem quiser participar e tentar comprar algo por meio do programa deve fazer seus lances até as 18 horas do dia 12 de Dezembro, pela Internet.

O pregão em que os lances são aferidos e os compradores determinados está marcado para o dia seguinte. Vale lembrar que pessoas físicas e jurídicas podem participar do leilão e enviar seus lances. No entanto, é preciso estar ciente que os produtos devem ser retirados pessoalmente em Pernambuco.

Entre os lotes disponíveis, há kits com preços atrativos. Um deles traz um iPad de quinta geração, com 32 GB de memória, e um Apple Watch Série 3 por R$ 2.500, combo que ficaria em cerca de R$ 3.000 no varejo. Outro pacote tem um iPad Pro de 10,5 polegadas e um iPhone 7 de 128 GB por R$ 3.000. Vale destacar que apenas o tablet custa aproximadamente R$ 4.500 no mercado nacional. Há, ainda, um lote que inclui uma JBL Xtreme, um iPhone 6S Plus e um par de AirPods por R$ 2.000.

Além disso, há uma série de lotes destinados principalmente a pessoas jurídicas. Um deles envolve consoles de videogame e acessórios: são mais de 80 PS4, muitos deles Pro, mais de uma dezena de Xbox e alguns Nintendo 3DS e Switch, além de volantes e óculos PlayStation VR . Tudo isso sai pelo preçi de R$ 70.000, bem abaixo do mercado para o lote todo: apenas os 80 consoles de PS4 já custariam mais do que o valor determinado pela receita.

Embora os preços sejam um forte atrativo, os leilões da Receita envolvem certa burocracia. Os interessados precisam ter certificação digital e devem passar por uma série de etapas e procedimentos para participar do processo.

Como funciona

No total, o leilão oferece 106 lotes que incluem eletrônicos e acessórios, além de uma série de outros tipos de produtos. Para participar, é preciso registrar seu lance para o lote que mais interessa. Após o prazo (12 de novembro), uma seleção é realizada para a segunda fase do leilão. Nela, apenas os lances com valor até 10% inferior à melhor oferta continuam na concorrência.

Com o pregão concluído e as propostas vencedoras conhecidas, cabe ao comprador retirar os produtos junto à Receita Federal. Neste caso, a unidade do órgão responsável pelo leilão fica em Recife. A opção para quem mora longe é enviar um representante munido de uma procuração.

Além da impossibilidade de envio dos produtos por parte da Receita, o comprador precisa levar em consideração que não há garantia na compra e que eventuais problemas com os produtos precisarão ser tratados diretamente com as fabricantes. A maneira mais segura de participar do leilão é ler com atenção o edital que determina as regras e datas da concorrência.

http://idg.receita.fazenda.gov.br/sobre/acoes-e-programas/mercadorias-apreendidas/leilao

Deixe um comentário